top of page

VENCENDO OS INIMIGOS

Todos enfrentamos inimigos em nossa trajetória de vida. Eles surgem de maneiras diferentes em ocasiões diversas mas sempre com o mesmo objetivo de nos destruir.


O rei Davi é um ótimo exemplo de alguém que passou por situações curiosas contra seus inimigos, alguns ele derrotou imponentemente, mas para outros fracassou vergonhosamente.


Golias surgiu num cenário oportuno. Davi acabara de receber a unção que seria o futuro rei de Israel e precisava ter seu nome reconhecido nacionalmente. Quando ficou sabendo que 40 dias se passaram e ninguém enfrentou o incircunciso filisteu, ele prontamente aceitou o desafio.


Confiando no Deus que já o havia ajudado contra um urso e um leão, foi pra cima de Golias e o derrubou com um pedrada na testa.


Muitas vezes em nossa vida enfrentaremos inimigos como Golias; gente de longe, barulhento e que tenta intimidar com seu tamanho. O segredo para vencer este adversário é fazer como Davi: ter coragem, ir pra cima confiando plenamente no Senhor dos exércitos.


- - -


Há um outro tipo de inimigo que é bem pior do que Golias; no caso de Davi foi o rei Saul. Gente de perto, faz parte do seu povo mas tem inveja do seu crescimento. É um adversário disfarçado, te chama de amigo mas tenta de matar com uma lança.


Inicialmente não é um inimigo fácil de identificar pois oscila muito nas emoções, porém, quando a máscara cai, passa a te perseguir com ódio avassalador, e se você não se afastar, ele te destrói.


Davi precisou fugir 12 anos para conseguir sobreviver aos ataques deste inimigo, mas por fim, o venceu. Não foi com a mesma estratégia que usou com Golias, nesta ocasião precisou ser paciente e perseverante, crer que a vingança pertencia ao soberano Deus que sabia o tempo certo de colocar um ponto final nesta batalha.


- - -


Por fim, menciono um inimigo que conseguiu vencer Davi, foi a sua própria natureza humana. Já sendo rei e desfrutando de todos privilégios reais, numa bela tarde cobiçou uma mulher que não era a sua, e adulterou com ela. Se não bastasse o grave erro, ainda articulou o assassinato do marido para poder ficar com a mulher.


Esse inimigo não é de longe e nem de perto, é de dentro. A velha natureza humana caída que quando não é mortificada aparece sutilmente para destruir. A duração dos seus ataques acontecem a vida toda e a estratégia deste adversário não é ameaçar, gritar ou perseguir, mas sim oferecer prazeres momentâneos que nos fazem esquecer o amargor de suas consequências. Sua atuação é difícil de identificar, mas seus resultados impossível de esquecer.

Davi não vigiou, e a derrota para este inimigo destruiu a sua casa. Estupros, assassinatos, intrigas e conflitos fizeram parte da família do maior rei de Israel, e muitos dias de sua vida foram dominados pelo azedume gerado pelo pecado.

Que possamos aprender que nem sempre os momentos adversos trazem os piores inimigos.

E que mais letal é o ataque de dentro do que os de fora. Guardemos o nosso coração com vigilância, pois se não matarmos a velha natureza caída, ela nos matará. Por: Lediel dos Santos


325 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page